Sociedade Bíblica do Brasil

Spider

Escola Bíblica Discipuladora - 4º Trimestre 2018 - Lição Nr 11

Canal Luisa Criativa

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

FÍSICA DE PARTÍCULAS: O ESTUDO DAS PARTÍCULAS ELEMENTARES


FÍSICA DE PARTÍCULAS: O ESTUDO DAS PARTÍCULAS ELEMENTARES

A Física de partículas é responsável pelo estudo das partículas elementares, que são as partes indivisíveis da matéria.
A Física de partículas é a área da Física que estuda as partículas elementares que constituem a matéria, além da radiação que emitem e a interação entre elas. As partículas elementares são assim chamadas porque são indivisíveis e formam todas as outras partículas encontradas na natureza.
As primeiras pesquisas relacionadas com as partículas isoladas foram feitas pelos gregos. O primeiro artigo foi formulado por Tales de Mileto, que abordou como tema a eletricidade. Já o segundo artigo foi formulado por Demócrito e afirmava que toda a matéria poderia ser dividida até chegar à sua parte mais fundamental e indivisível, o que introduziu a ideia de átomo.
Durante muito tempo, acreditou-se que as partículas elementares eram os fótons, prótons, nêutrons e elétrons. Até o ano de 1932, acreditava-se que essas quatro partículas formavam toda a matéria que constituía a natureza.

[x]
Entre os anos de 1932 e 1947, várias novas partículas foram sendo descobertas. Entre elas, o neutrino, em 1933, pelo italiano Enrico Fermi.
Um novo método para detecção de partículas foi criado em 1933. Ele baseava-se no processo de emulsões fotográficas, que são misturas sensíveis à luz. A partir de então, outras partículas foram sendo descobertas, sendo a primeira o múon e, posteriormente, o píon, em 1947, após a evolução desse método.
A evolução nessa área de pesquisa ocorreu de tal forma que até 1967, com a criação dos aceleradores de partículas, já havia sido identificado um conjunto de mais de duzentas partículas. A questão agora seria como organizá-las, agrupando-as de forma a reduzir essa quantidade.
Assim, o primeiro passo foi identificar características comuns entre elas, suas regularidades e simetrias, na tentativa de encontrar origens comuns. As pesquisas desenvolvidas levaram os pesquisadores Murray Gell-Mann e Georg Zweig a concluir que muitas das partículas descobertas que foram consideradas elementares, como os prótons e os nêutrons, eram formadas por outras partículas ainda menores, ou seja, não eram elementares. Esses estudos permitiram uma divisão e classificação de várias partículas elementares em grupos que consideravam as suas características em comum.
Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:
TEIXEIRA, Mariane Mendes. "Física de partículas: o estudo das partículas elementares"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/fisica/fisica-particulas-estudo-das-particulas-elementares.htm>. Acesso em 10 de agosto de 2017.
Fonte de referência, estudos e pesquisa: http://brasilescola.uol.com.br/fisica/fisica-particulas-estudo-das-particulas-elementares.htm

Classificação da Perseguição Religiosa 2018!

Classificação da Perseguição Religiosa 2018!
Classificação dos 50 Países com Perseguição Religiosa, onde seguir à Jesus pode custar a vida. Atualizado em 2018.

Noticias Gospel Mais...

O Evangelho de Jesus Cristo, alçando o Mundo!