Visite nossa Página no JUSBRASIL

Site Jurídico

domingo, 19 de maio de 2024

A Dignidade da Pessoa Idosa: Um Direito Fundamental ao Envelhecimento Saudável e Ativo

 



A Dignidade da Pessoa Idosa: Um Direito Fundamental ao Envelhecimento Saudável e Ativo




==================================================

==================================================

A Dignidade da Pessoa Idosa: Um Direito Fundamental ao Envelhecimento Saudável e Ativo


A dignidade da pessoa humana é um princípio fundamental consagrado na Constituição Federal Brasileira de 1988, permeando todo o ordenamento jurídico e servindo como base para a garantia de diversos direitos. Entre esses direitos, destaca-se o respeito à pessoa com mais de 60 anos de idade, assegurando-lhe um envelhecimento saudável e digno.

O Estatuto da Pessoa Idosa como Marco Legal:

Em 2003, foi promulgado o Estatuto da Pessoa Idosa (Lei nº 10.741/2003), um marco legal que consolidou os direitos dessa parcela da população. A lei define o idoso como aquele com idade igual ou superior a 60 anos, reconhecendo-o como sujeito de direitos e deveres, com autonomia, independência e protagonismo social.

O Envelhecimento como um Processo Natural e Positivo:

É importante ressaltar que o envelhecimento é um processo natural e inevitável da vida, não devendo ser visto como sinônimo de doença ou incapacidade. Pelo contrário, a velhice representa uma etapa da vida rica em experiências, conhecimentos e sabedoria, que deve ser valorizada e respeitada.

Combate à Invisibilidade e à Discriminação Idosa:

Apesar dos avanços legais, ainda persistem desafios na garantia dos direitos da pessoa idosa. A invisibilidade social, a discriminação etária e o preconceito contra o envelhecimento são algumas das principais barreiras que impedem a plena participação dos idosos na sociedade.

Promoção do Envelhecimento Ativo e Saudável:

Para garantir um envelhecimento saudável e ativo, é fundamental a implementação de políticas públicas que promovam a saúde física e mental do idoso, a sua inclusão social e o seu acesso a serviços de qualidade. Tais políticas devem considerar as necessidades e peculiaridades de cada indivíduo, reconhecendo a diversidade da população idosa.

A Importância da Família e da Comunidade:

A família e a comunidade também têm um papel fundamental na promoção do bem-estar do idoso. O apoio familiar e social é essencial para garantir a sua autonomia, independência e autoestima.

Citações de Autores e Referências Bibliográficas:

Conclusão:

O respeito à dignidade da pessoa idosa é um dever de todos. Através da promoção do envelhecimento saudável e ativo, da valorização da experiência e da sabedoria dos mais velhos, podemos construir uma sociedade mais justa e inclusiva para todos.

Referências Bibliográficas:

  • Beauvoir, Simone de. A Velhice. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

  • Freire, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.

  • Brasil. Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003. Estatuto da Pessoa Idosa. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2 de outubro de 2003.




MARTINS, Julio Cesar. A Dignidade da Pessoa Idosa: Um Direito Fundamental ao Envelhecimento Saudável e Ativo. 2024. Disponível em: https://www.profjuliomartins.com/ Acesso em: XX de XXXX de XXXX.

ocê e outras 1


==================================================

==================================================

Visite Nossa Loja Parceira do Magazine Luiza - Click na Imagem

Mensagens de Bom Dia com Deus - Good morning messages with God - ¡Mensajes de buenos días con Dios

Bom Dia com Deus

Canal Luisa Criativa

Aprenda a Fazer Crochê

Semeando Jesus