Mensagens de Bom Dia com Deus - Good morning messages with God - ¡Mensajes de buenos días con Dios

Bom Dia com Deus

Canal Luisa Criativa

Escola Bíblica

sábado, 31 de julho de 2021

Um cristão pode ser de esquerda? Ou deve ser de direita? - Resposta Bíblica

 

Um cristão pode ser de esquerda? Ou deve ser de direita?


Acima de qualquer posição política, o cristão é filiado primeiro com Cristo. Todo cristão tem liberdade para escolher o partido que achar melhor, quer seja de esquerda, quer de direita. Nenhum partido está perfeitamente alinhado com o evangelho.

A Bíblia não se alinha nem com a direita, nem com a esquerda política. Na verdade, esses termos só surgiram muitos séculos depois que a Bíblia foi escrita! O primeiro compromisso do cristão deve ser com a verdade do evangelho, que se aplica principalmente na vida individual. As escolhas políticas são da responsabilidade da consciência de cada um (Romanos 14:22).

Não podemos generalizar, dizendo que todo um lado é ruim e todo o outro é bom. Tanto a esquerda quanto a direita política são muito abrangentes, que englobam partidos muito diversos. Os dois lados abrangem partidos moderados e partidos extremistas.

A extrema direita produziu horrores como os nazis, os fascistas e a ditadura militar no Brasil; a extrema esquerda produziu horrores como os regimes comunistas na Rússia, na China e em vários países da América Latina. No entanto, é ignorância dizer que todo apoiante da direita é nazi ou que todo apoiante da esquerda é comunista. Os partidos moderados têm pouca coisa em comum com os piores exemplos da direita ou da esquerda. Em uma democracia há muita diversidade política. Devemos analisar nossas opções com cuidado e sensatez (João 7:24).

Veja aqui mais: em quem um cristão deve votar?

O que significa ser de esquerda ou de direita?

Em um jogo de futebol, os adeptos das duas equipes normalmente sentam em lados diferentes. O mesmo acontece no parlamento ou no senado. Os políticos sentam ou do lado esquerdo, ou do lado direito, de acordo com a aproximação de seu partido a certos valores. Isso começou na França, quando os adeptos do poder da monarquia se sentavam à direita, enquanto que quem defendia o poder do povo se sentava à esquerda.

Atualmente, os partidos da direita costumam apoiar:

  • A liberdade individual - para fazer suas próprias escolhas, sem muita intervenção do Estado
  • A redução do Estado - menos impostos mas também menos subsídios; cada pessoa pode poupar e investir no que achar mais importante; o Estado controla o mínimo possível
  • O mercado livre - mais liberdade para fazer comércio deve gerar mais riqueza, o que deve melhorar a vida de todos

Os partidos da esquerda costumam apoiar:

  • A igualdade de oportunidades - o Estado intervém para ajudar e proteger os mais vulneráveis; quem tem mais contribui mais para ajudar quem está preso na pobreza
  • Um Estado maior - mais subsídios mas também mais impostos; o Estado garante que todos tenham acesso ao essencial para viver com dignidade
  • O controle do mercado - para evitar que uns enriqueçam à custa da exploração de outros

Em termos de discurso, os partidos da direita têm uma tendência para apelar para o passado, se posicionando como mais conservadores. Os partidos da esquerda geralmente apelam mais para o futuro, se identificando com o progresso e a mudança.

No entanto, o significado de “conservador” ou “progressista” varia muito. Por exemplo, na Inglaterra, o casamento homossexual foi legalizado pela direita (em 2014) e, em Portugal, o Partido Comunista lutou contra a eutanásia (em 2018). Por isso, é muito importante analisar o que cada partido defende individualmente.

Veja aqui o que a Bíblia diz sobre cristão ser político.

A esquerda, a direita e a Bíblia

Nenhum partido político segue completamente a Bíblia. Quando lemos a Bíblia, descobrimos que tem alguns ensinamentos que se alinham com a direita política e alguns que se alinham com a esquerda. O cristão não é obrigado a se posicionar de um lado ou de outro. Também pode mudar de partido, se mudar de ideias, mas a Bíblia é o fundamento da vida.

Há cristãos verdadeiros que preferem a direita e há cristãos verdadeiros que preferem a esquerda. mas, apesar das diferenças políticas, temos uma coisa em comum: Jesus. Por isso, devemos tratar nossos irmãos com amor e respeito, mesmo se tiverem outra opinião política (Romanos 14:13).

A Bíblia defende valores normalmente associadas com a direita, como a família e a responsabilidade individual. Por outro lado, também promove a ajuda aos necessitados e a partilha da riqueza. Ainda outras políticas na Bíblia não são apoiadas por nenhum partido! Que partido hoje promoveria um ano em que todas as dívidas fossem canceladas e todas as propriedades fossem redistribuídas? No entanto, essa foi a lei criada por Deus para o governo de Israel no Antigo Testamento (Deuteronômio 15:1-2Levítico 25:10).

A verdade de Deus sempre foi radical. Ela nos desafia a viver de maneira diferente, indo além de posições partidárias. A Bíblia é desafiante tanto para quem é da esquerda quanto para quem é da direita. Independentemente do partido que prefere, o cristão deve se esforçar para viver em conformidade com a Bíblia (1 Coríntios 10:31).

Este conteúdo foi útil?

Fonte de referência, estudos e pesquisa:

Respostas Bíblicas

Professor Julio Martins


[AULA 12] Projeto de pesquisa e a elaboração do QNP (Quadro Norteador de Pesquisa)


[AULA 12] Projeto de pesquisa e a elaboração do QNP (Quadro Norteador de Pesquisa)





[AULA 52] TIC para apoio à Pesquisa Educacional


[AULA 52] TIC para apoio à Pesquisa Educacional





sexta-feira, 30 de julho de 2021

Seguindo no Trem Azul / Anjo / Princesa / Amar é / Amo em Silêncio / Começo, Meio e Fim...

Seguindo no Trem Azul / Anjo / Princesa / Amar é / Amo em Silêncio / Começo, Meio e Fim... Roupa Nova




[AULA 51] Pandemia e volta às aulas: os professores estão prontos?

[AULA 51] Pandemia e volta às aulas: os professores estão prontos?






Atos Capítulo 4

  Atos Capítulo 4


CAPÍTULO 4

Pedro e João são presos e levados perante o Sinédrio — Pedro testifica que a salvação vem por causa de Cristo — Os saduceus esforçam-se para silenciar Pedro e João — Os santos gloriam-se no testemunho de Jesus — Eles têm todas as coisas em comum.

E estando eles falando ao povo, sobrevieram os sacerdotes, e o capitão do templo, e os asaduceus,

Muito contrariados de que ensinassem o povo, e anunciassem em Jesus a aressurreição dos mortos.

E lançaram mão deles, e os encerraram na prisão até o dia seguinte, pois era já tarde.

Muitos, porém, dos que ouviram a palavra creram, e chegou o número desses homens a quase cinco mil.

E aconteceu que, no dia seguinte, reuniram-se em Jerusalém os seus chefes, e anciãos e aescribas,

E Anás, o sumo sacerdote, e Caifás, e João, e Alexandre, e todos quantos havia da linhagem do asumo sacerdote.

E pondo-os no meio, perguntaram: Com que apoder fizestes isso, ou em nome de quem?

Então Pedro, cheio do aEspírito Santo, lhes disse: Chefes do povo, e vós, anciãos de Israel:

Visto que hoje somos interrogados acerca do benefício feito a um homem enfermo, do modo como foi curado,

10 Seja conhecido a vós todos, e a todo o povo de Israel, que em anome de Jesus Cristo, o Nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dos mortos, em nome desse é que este está são diante de vós.

11 Esta é a apedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina.

12 E em nenhum outro há asalvação, porque também debaixo do céu nenhum outro bnome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser csalvos.

13 Então eles, vendo a ousadia de Pedro e João, e informados de que eram homens ailetrados e bignorantes, se maravilharam; e reconheciam que eles haviam estado com Jesus.

14 Mas, vendo estar com eles o homem que fora curado, nada tinham que dizer em contrário.

15 E mandando-os sair do Sinédrio, conferenciaram entre si,

16 Dizendo: Que havemos de fazer a estes homens? porque a todos os que habitam em Jerusalém é manifesto que por eles foi feito um amilagre notório, e não o podemos negar;

17 Mas, para que não se divulgue mais entre o povo, ameacemo-los para que não falem mais nesse nome a homem algum.

18 E chamando-os, adisseram-lhes que absolutamente não falassem, nem ensinassem, no nome de Jesus.

19 Porém Pedro e João, respondendo, lhes disseram: Julgai vós se é justo, diante de Deus, aouvir-vos antes a vós do que a Deus;

20 Porque não podemos deixar de afalar do que bvimos e ouvimos.

21 Mas eles ainda os ameaçaram mais, e não achando motivo para os castigar, deixaram-nos ir, por causa do povo; porque todos glorificavam a Deus acerca do que acontecera;

22 Pois tinha mais de quarenta anos o homem em quem se operara aquele milagre de cura.

23 E soltos eles, foram para os seus, e contaram tudo o que lhes disseram os principais dos sacerdotes e os anciãos.

24 E ouvindo eles isso, unânimes levantaram a voz a Deus, e disseram: Senhor, tu és o Deus que afizeste o céu, e a terra, e o mar, e todas as coisas que neles há;

25 Que disseste pela boca de Davi, teu servo: aPor que bramaram as nações, e os povos pensaram coisas vãs?

26 Levantaram-se os reis da terra, e os príncipes se juntaram unânimes, contra o Senhor e contra o seu Ungido.

27 Porque verdadeiramente contra o teu santo Filho Jesus, que tu aungiste, se juntaram Herodes e Pôncio Pilatos, com os gentios e os povos de Israel;

28 Para fazerem tudo o que a tua mão e o teu aconselho tinham anteriormente determinado que se havia de fazer.

29 Agora, pois, ó Senhor, põe os olhos nas suas ameaças, e concede aos teus servos que falem com toda a ousadia a tua palavra;

30 Estendendo a tua mão para curar, e para que se façam sinais e prodígios pelo nome do teu santo Filho Jesus.

31 E tendo orado, tremeu o lugar em que estavam areunidos; e todos ficaram cheios do bEspírito Santo, e falavam com ousadia a palavra de Deus.

32 E era aum o coração e a alma da multidão dos que criam, e ninguém dizia que coisa alguma do que possuía era sua própria, mas todas as coisas lhes eram bcomuns.

33 E os aapóstolos davam, com grande poder, testemunho da bressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante cgraça.

34 Não havia, pois, entre eles necessitado algum; porque todos os que possuíam herdades ou casas, avendendo-as, traziam o valor do que fora vendido, e o depositavam aos pés dos apóstolos.

35 arepartia-se a cada um, segundo a bnecessidade que cada um tinha.

36 Então José, cognominado pelos apóstolos aBarnabé (que, traduzido, é filho da consolação), levita, natural de Chipre,

37 Possuindo uma herdade, vendeu-a, e trouxe o valor, e o apresentou aos pés dos apóstolos.


A Nova Ordem Internacional do Século XIX - Antecedentes - Parte 4/11

A Nova Ordem Internacional do Século XIX - Antecedentes - Parte 4/11


Napoleão Bonaparte

Portanto, a Era Napoleônica foi marcada por uma série de conflitos armados ocorridos entre 1799 e 1815, quando a França enfrentou várias alianças de Potências europeias. O principal motivo das campanhas francesas, após 1789, era defender e difundir os ideais da Revolução Francesa, mas, com a ascensão de Napoleão, o objetivo passou a ser a expansão da influência e do território franceses. O império napoleônico chegou a dominar parte significativa daEuropa. Napoleão sonhava com uma Europa em que, sob a hegemonia francesa, não houvesse mais espaço para as estruturas absolutistas do Antigo Regime. Nessas regiões, as sementes dos ideais revolucionários de 1789 foram plantadas e germinariam nas décadas seguintes. Para a contenção do expansionismo francês, foram necessárias várias coalizões das Grandes Potências.

No Mapa, pode-se ter a ideia da dimensão do Império Napoleônico em seu apogeu (em verde).

Mapa: O Império Napoleônico em seu Apogeu (1810-1811):





Aula de Formalização dos contratos (Direito Administrativo)


Aula de Formalização dos contratos (Direito Administrativo)






quinta-feira, 29 de julho de 2021

Gênesis Capítulo 10

Gênesis Capítulo 10



CAPÍTULO 10

Os descendentes de Noé são: Jafé, cujos descendentes são os gentios; Cão, cujos descendentes incluem os cananeus; e Sem, de quem procedeu Pelegue, em cujos dias foi dividida a Terra.

Estas pois são as agerações dos filhos de Noé: Sem, Cão, e Jafé; e nasceram-lhes filhos depois do dilúvio.

Os filhos de Jafé são: Gomer, e Magogue, e Madai, e Javã, e Tubal, e Meseque, e Tiras.

E os filhos de Gomer são: Asquenaz, e Rifate, e Togarma.

E os filhos de Javã são: Elisá, e Társis, Quitim, e Dodanim.

aPor estes foram repartidas as bilhas das cnações nas suas terras, cada qual segundo a sua língua, segundo as suas famílias, entre as suas nações.

E os filhos de aCão são: bCuxe, e cMizraim, e Pute, e Canaã.

E os filhos de Cuxe são: Sebá, e Havilá, e Sabtá, e Raamá, e Sabtecá; e os filhos de Raamá são: Sabá e Dedã.

E Cuxe gerou aNinrode; este começou a ser poderoso na terra.

E este foi poderoso caçador diante da face do Senhor; pelo que se diz: Como Ninrode, poderoso caçador diante do Senhor.

10 E o princípio do seu reino foi aBabel, e Ereque, e Acade, e Calné, na terra de Sinear.

11 Desta mesma terra saiu à Assíria e edificou Nínive, e Reobote-Ir, e Calá,

12 E Resém, entre Nínive e Calá (esta é a grande cidade).

13 E Mizraim gerou Ludim, e Anamim, e Leabim, e Naftuim,

14 E Patrusim, e Casluim, (donde saíram os afilisteus) e Caftorim.

15 E Canaã gerou Sidom, seu primogênito, e Hete;

16 E o jebuseu, e o amorreu, e o girgaseu,

17 E o heveu, e o arqueu, e o sineu,

18 E o arvadeu, e o zemareu, e o hamateu; e depois se espalharam as famílias dos cananeus.

19 E foi o termo dos cananeus desde Sidom, indo para Gerar, até Gaza; indo para Sodoma, e Gomorra, e Admá, e Zeboim, até Lasa.

20 Esses são os filhos de Cão, segundo as suas famílias, segundo as suas línguas, em suas terras, em suas nações.

21 E a Sem nasceram filhos, e ele é o pai de todos os filhos de Éber, e o irmão mais velho de Jafé.

22 Os filhos de Sem são: Elão, e Assur, e Arfaxade, e Lude, e Arã.

23 E os filhos de Arã são: Uz, e Hul, e Géter, e Más.

24 E Arfaxade gerou Salá; e Salá gerou Éber.

25 E a Éber nasceram dois filhos: o nome de um foi aPelegue, porquanto em seus dias se brepartiu a terra, e o nome do seu irmão foi Joctã.

26 E Joctã gerou Almodá, e Selefe, e Hazarmavé, e Jerá;

27 E Hadorão, e Uzal, e Dicla;

28 E Obal, e Abimael, e Sabá;

29 E Ofir, e Havilá, e Jobabe; todos esses foram filhos de Joctã.

30 E foi a sua habitação desde Messa, indo para Sefar, montanha do oriente.

31 Esses são os filhos de Sem, segundo as suas famílias, segundo as suas línguas, nas suas terras, segundo as suas nações.

32 Essas são as famílias dos filhos de Noé, segundo as suas gerações, nas suas nações, e desses foram divididas as nações na terra depois do dilúvio.

My Instagram

O Evangelho de Jesus Cristo, alçando o Mundo!