Sociedade Bíblica do Brasil

Escola Bíblica Discipuladora - 3º Trimestre 2018 - Lição Nr 14

Canal Luisa Criativa

quinta-feira, 8 de março de 2018

Jesus Cristo: 8 dúvidas que a Ciência já respondeu sobre o Messias - Parte 5 (Final)

Confira 8 dúvidas que a Ciência já respondeu sobre Jesus Cristo:

7. Jesus foi traído por Judas?

Os historiadores afirmam que Jesus realmente foi traído por um de seus seguidores, mas a identidade da pessoa que o entregou ao exército romano nunca foi revelada. O personagem de Judas, sua personalidade e seus trejeitos, ao que tudo indica, foi criada pela Igreja, para satisfazer seus objetivos teológicos e explicitamente antijudaicos.
O próprio nome Judas remete a Judá, ou seja, a Judeia. As características desse homem, conforme a Bíblia formam o esteriótipo judeu conhecido até hoje: pessoas que amam dinheiro e que, por isso, são capazes de fazer qualquer coisa, inclusive trair e roubar.
Esse conceito de Judas, aliás, a partir do século 2, passou a ser usado como uma propaganda antissemita. Tanto que, logo depois da crucificação e da morte de Jesus, ficou conhecida a malhação de Judas.
Aliás, a morte desse personagem é algo controverso. No Evangelho de Mateus, é dito que Judas se enforca. No Ato dos Apóstolos, no entanto, o texto conta que Judas teria tropeçado e rasgado a barriga, morrendo por causa do ferimento. Uma terceira versão, nos escritos de Papias (um autor cristão da mesma época do Evangelho de João), é dito ainda que ele come até se explodir.

8. Jesus Cristo foi crucificado?

A crucificação é historicamente comprovada, mas a via-crúcis e o julgamento de Jesus, não. Isso porque, naquela época, o governo romano dificilmente se daria ao trabalho de um julgamento, uma vez que Jesus foi preso em Jerusalém, na sexta-feira que antecede a Páscoa.
O problema disso é que, naquela época do ano, a cidade estaria cheia de judeus devido às festividades, até porque a Páscoa judaica não é apenas uma festividade religiosa, mas também política. Para quem não sabe, no Judaísmo, Páscoa celebra a libertação dos hebreus da escravidão.
Por causa desse cenário, os historiadores acham pouco provável que os romanos prendessem um líder judeu tão conhecido, nem que fizesse um julgamento público, ou que o colocasse para desfilar de forma humilhante pela cidade, arrastando a própria cruz… pelo menos não nessa época do ano.
Outra ponta solta dessa história é o fato de Pôncio Pilates, que exercia a função de procurador romano radicado no judaísmo; tenha oferecido ao público a libertação de um prisioneiro judeu. Para os estudiosos, essa passagem só entrou na história para reforçar o caráter messiânico de Jesus, baseadas nas profecias do Antigo Testamento, mas não existe chances de ter sido real.
E então, o que você pensa dessas evidências científicas e históricas sobre Jesus Cristo? Acha que elas podem ser reais de alguma forma ou que os cientistas são racionais demais para entender os mistérios da fé e da vida do Messias? Não deixe de nos contar sua opinião nos comentários!
Fonte: Veja

Estudo dividido em cinco partes. Sendo esta a parte final.

Fonte de referência,estudo e pesquisa: http://fatosocultos.com.br/jesus-cristo-8-duvidas-que-a-ciencia-ja-respondeu-sobre-o-messias/

Classificação da Perseguição Religiosa 2018!

Classificação da Perseguição Religiosa 2018!
Classificação dos 50 Países com Perseguição Religiosa, onde seguir à Jesus pode custar a vida. Atualizado em 2018.

Noticias Gospel Mais...

O Evangelho de Jesus Cristo, alçando o Mundo!